Gozei nas coxas da professorinha safada e gostosa!!!

Faz tempo que tenho uma tara incontrolável pela bunda de uma professorinha chamada R.K.. Uma jovem recem casada de estatura alta e cabelos longos... Dona de um par de coxas deliciosas. Ela lecciona em uma escola perto do meu apto e da cidade onde moro. Acho que rola um clima entre a gente, devido as demoradas troca de olhares, quando nos cruzamos pela rua da cidade.
Ontem a tarde fui resolver um problema bancário no centro da cidade. Eu achava que tudo seria resolvido de forma rápida, mas fiquei preso naquele lugar por mais de duas horas. Ao sair passei em uma loja de conveniência e fiz um lanche rápido, não sei porque mas também aproveitei para comprar uns condons (camisinhas). Faltavam poucos minutos para as três da tarde. Ia voltar de trem, mas resolvi pegar um ônibus, qual não foi minha surpresa no ponto onde fiquei passou um desses ônibus executivo, resolvi ir neste mesmo tinha ate banheiro nele...
Apesar de não estar lotado, o ônibus não me oferecia um assento, resolvi ir ate o fundo do corredor do ônibus. Quem sabe algo de especial não estaria reservado para mim dentro daquele ônibus...
Depois de um certo tempo de viagem o motorista parou num ponto cheio de idosos, o ônibus se encheu rapidamente e já não cabia mais ninguém. Num dado momento percebi que a professorinha R.K. estava bem perto de mim, ela trajava um vestido solto azul-marinho, caído até a altura dos joelhos. Aquela peça de roupa é maravilhosa, para um tarado como eu dar umas pegas no traseiro da safada que estiver usando. Ciente disso, cheguei de mansinho e tratei de encostar meu corpo por trás da professorinha...
Com jeitinho fui encostando minha verga dura e minha mão direita no largo quadril dela. Com o balanço do ônibus, as curvas e freadas, eu aproveitava para me chegar mais e mais no rabo daquela gostosa. Ela e alta e era fácil tocar a parte de baixo de sua bunda com os dedos, e foi isso mesmo que eu comecei a fazer. No começo ela se fez de difícil, tentando se esquivar do meu assédio. Porém fui insistente, e ela começou a sentir tesão por aquela situação deixando me aproveitar muito de seu rabo e de suas coxas...
Nos movimentamos ao mesmo tempo, meu corpo encaixado no traseiro dela, ate chegarmos ate o fundo do ônibus, onde havia um lugar onde a professorinha se apoiava de pé, deixando que eu afundasse minha mão em suas coxas. A professorinha R.K. agora empinava a bunda para facilitar as minhas investidas. Ela apoiada agora abria mais as pernas, para que eu colocasse a minha mão inteira no meio de suas pernas grossas. Louco de tesão, comecei a levantar a parte de trás do vestido dela. Sem o menor pudor eu avisei que iria colocar meu pau no meio de suas coxas grossas. Ela fez um gesto com a cabeça de forma positiva. A vadia tava a fim mesmo de uma sacanagem gostosa. Continuei a levantar o vestido da safada ate a altura do meu pau, o ônibus estava muito escuro e ninguém conseguia ver aquela cena. Tirei o pau para fora já melado da tanta esfregação e coloquei no meio daquelas coxas quentes. Segurei a professorinha R.K. pelo quadril e fiquei socando minha pica dura, que já estava preso no meio das coxas dela. Eu apertava suas nádegas, enquanto tentava afastar um pouco sua calcinha. Minha ideia era enfiar o dedo indicador no cuzinho da professorinha, e eu conseguia fazer o que queria com ela, afastei sua calcinha e coloquei o dedo no rego rosado da vadia. O tesão que sentíamos era alucinante, meu dedo sentia o cuzinho lisinho daquela vadia, a cada estocada que eu lhe dava... Meu pau já estava pronto e a toda potência... Não iria segurar mais. Então gozei nas coxas da professorinha. O leite moço fez uma meladeira total nas pernas quentes e grossas da vadia. Meu dedo continuava enfiado em seu cuzinho... Meu leite ficou escorrendo entre suas coxas, e ela pegou um lenço para se limpar. Depois com cara de safada ela perguntou se eu estava satisfeito, e disse que ainda não.
Então a professorinha me levou ate o banheiro do ônibus e iniciou um oral babado maravilhoso. Ela perguntou se queria a sua bucetinha, e disse que só a teria se estivesse com preservativo. (A sorte e que não sei porque havia comprado condom antes de pegar o ônibus). Depois de terminado o oral e eu já a ponto de bala, a safada senta no assento do banheiro e iniciamos um sexo gostoso e violento com penetrações alucinantes. Ela gemia e dizia que era aquilo que procurava a muito tempo, a safada tinha orgasmos como uma perfeita vadia. Eu comia a professorinha furiosamente, e a buceta da safada devorava meu pau com perfeição. Quando de repente ela avisa que queria o meu esperma em sua boquinha linda e macia. Depois de muito sexo gostoso e violento, na hora do gozo tirei meu pau de sua bucetinha, arranquei o preservativo e jorrei alucinadamente em sua boca, ela não se fazendo de rogada e com cara de safada engolia todo e meu leitinho moço e dizia que estava quente, doce e saboroso...
Depois de nos refazermos daqueles momentos alucinantes de prazer, eu e a professorinha R.K. descemos do ônibus juntos, ela com cara de safada sorriu para mim, e falou que eu era um louco, tarado e safado e sem vergonha, é claro que pela cara dela, falou em clima de brincadeira. Então pedi o número de seu celular para marcarmos outra trepada gostosa, mas ela não passou. Insisti muito, muito mesmo, mas a safada teve a cara de pau de dizer que era casada e não podia fazer essas coisas com outro homem. Então nos despedimos com sorrisos nos rostos corados... Ela foi andando as pressas, dizendo que o marido a esperava. Foi embora correndo, mexendo aquele rabo delicioso...
Mas tudo bem, estava satisfeito, mas iria dar um jeito de enrabar aquela professorinha safada e gostosa de novo...
By Fabio


0 comentários:

Enviar um comentário

 
Confesso que Pequei | TNB